sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Geradores fotovoltaicos dos Campi Natal-Cidade Alta e Parnamirim do IFRN entram em funcionamento

Na terça-feira, 18/10, entraram em operação os geradores fotovoltaicos dos campi Natal-Cidade Alta e Parnamirim, uma iniciativa integrada ao Projeto IFRN Solar. Composto de 2 micro geradores instalados no Anexo Rocas, os sistemas de geração FV do Campus Cidade Alta foram montados em dois espaços: um deles cobrindo toda a área de estacionamento da unidade, com potência máxima de 72 kW, e o outro sobre parte da cobertura do Bloco de Laboratórios, com 11 kW de potência máxima. Para Franclin Róbias, engenheiro eletricista na Diretoria de Engenharia e Infraestrutura, “a previsão é que esse sistema fotovoltaico forneça cerca de 132 MWh/ano, cobrindo praticamente 50% da demanda de energia elétrica da edificação. Isso representaria uma redução de despesa anual da ordem R$ 45 mil, no primeiro ano de funcionamento desses geradores. Ao mesmo tempo, a Instituição evitará anualmente a emissão de mais 11 toneladas CO2 na atmosfera terrestre.”

Parnamirim
O gerador do Campus Parnamirim possui potência máxima de 83 kW e foi montado sobre parte do estacionamento da unidade. Esse equipamento também tem potencial para fornecer anualmente 132 MWh, porém cobrirá cerca de 27% do consumo de energia elétrica do Campus, com base no histórico de consumo dos últimos 12 meses. Segundo Róbias, dos pontos de vista econômico e ambiental, os benefícios abrangem tanto a Instituição quanto a sociedade, seja em relação à redução de despesa e ou na quantidade de carbono neutralizada. Somando esses, agora o IFRN possui 16 geradores fotovoltaicos em funcionamento, ultrapassando a expressiva marca de 1,5 MWp fotovoltaico instalados.

Ampliação
Para as próximas semanas estão sendo aguardas as autorizações para conexão dos geradores instalados nos campi Natal Zona Norte e Nova Cruz, além das ampliações dos geradores das unidades Santa Cruz, Mossoró e Reitoria. Todos esses estão prontos para funcionar, aguardado apenas a inspeção técnica da Cosern. Além desses, os geradores dos campi Apodi, Ipanguaçu e Macau estão em fase de montagem, com previsão de conclusão para o mês de novembro. Assim todas as unidades do IFRN estarão contempladas com fonte própria de geração de energia.
Projeto IFRN Solar 
O IFRN, em 2013, deu início a implantação de geradores fotovoltaicos. Foi, então, a primeira instituição pública do Estado a aderir ao sistema de compensação de energia regulamentado pela Resolução Normativa 482/2012 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). De acordo com essa Resolução, um consumidor de energia elétrica que instale pequenos geradores em sua casa, condomínio ou empresa (como, por exemplo, painéis solares fotovoltaicos e pequenas turbinas eólicas) pode utilizar a energia gerada para abater o consumo de energia elétrica da unidade. Quando a geração for maior que o consumo, o saldo positivo de energia poderá ser creditado na fatura dos meses seguintes.​


Atenciosamente,

Assessoria de Comunicação Social e Eventos
Reitoria | IFRN

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores